O Nome da Rosa de Umberto Eco

“O nome da Rosa” é a obra de estreia de Umberto Eco na ficção.

O ano é 1327, a igreja vivia a crise de Avignon, quando o Papa Bonifácio VIII teve de residir coercitivamente em Avigon, na França, por ordem do monarca francês Felipe IV.

Em uma famosa abadia na Itália, um ex-inquisidor inglês Willian de Baskerville, que rivaliza a altura com Sherlock Holmes, chega para investigar um assassinato, na visão dos monges locais, um suicídio.

A trama é narrada pelo seu ajudante, o então noviço, Adso de Melk. Que descreve os fatos já adulto, em um tom de confissão.

Durante a investigação do crime, outros assassinatos bizarros começam a acontecer, o que torna a investigação de Baskerville ainda mais complexa.

Esta abadia abriga uma imensa biblioteca, que tem a sua visitação proibida, sendo permitida apenas a escolhidos de um velho cego chamado Jorge. Um fato interessante, colocar um cego para guardar uma biblioteca que esconde diversos segredos profanos é um toque espetacular da obra de Eco.

Para complicar a trama, todas as pistas levam a tal biblioteca, e como ela é imensa, entrar lá sem auxílio dos monges é literalmente se perder em um labirinto.

O livro é uma aula de como se escrever, de como trabalhar com signos, e evolver tudo em uma aura de mistério e suspense.

“O nome da Rosa”, pode ser um romance histórico, uma ficção policial, uma história mística.  É uma estreia grandiosa, de um escritor não menos grandioso.

O que falar do grande mestre Umberto Eco?

Para começar ele foi: filósofo, semiólogo, linguista, bibliófilo e é claro escritor.

Titular da cadeira de Semiótica e diretor da Escola Superior de ciências humanas na Universidade de Bolonha. Ensinou em Yale, Columbia, em Havard, Collège de France e na Universidade de Toronto.

Além de “O nome da Rosa”, escreveu:

  • O pendulo de Foucault
  • A ilha do dia anterior
  • A misteriosa chama da rainha Loana
  • O cemitério de Praga
  • O número zero

Além de inúmeras obras nas áreas de filosofia, semiótica, linguística e estética.

Umberto Eco, morreu este ano (2016), em sua casa.

Abaixo, sua primeira obra prima. Não que as outras também não fossem.

Baixem “O nome da Rosa”, e boa leitura.

Olá, você pode baixar os seus livros normalmente, basta deixar os seus dados aqui. Gostaria de saber um pouco mais sobre você, os seus gostos, seus ódios e assim poder oferecer mais conteúdo que te agrade.

Se já for cadastrado, é só se logar.

Este cadastro é feito uma única vez, quando você voltar basta se logar e todos os livros estarão disponíveis. Antes de se cadastrar, leia a política de privacidade do site Clique aqui

Depois de se registrar, você poderá editar os seus dados na página 'Meu canto'.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *