5 livros de Eduardo Galeano

Eduardo Hughes Galeano nasceu em Montevidéu em 3 de setembro de 1940. Foi jornalista e escritor uruguaio.

Escreveu mais de quarenta livros, suas obras não seguem um gênero específico. Ele navegou entre a ficção, jornalismo, análise política e história.

Filho de uma família católica, tinha o sonho de se tornar um jogador de futebol. Desejo que retratou em algumas de suas obras.

Vendeu sua primeira charge aos 14 anos para o Jornal El Sol, do Partido Socialista.

Sua carreira jornalística começou na década de 1960, como editor do Marcha, um jornal que tinha como colaboradores nomes como Mario Vargas Llosa e Mario Benedetti.

Em 1971 escreveu sua obra-prima “As Veias Abertas da América Latina”.

Anos mais tarde afirmou que não estava preparado para tratar de economia política e que não leria o seu texto novamente.

Obama e Chaves

Apesar da negação pública à sua própria obra, “As Veias Abertas da América Latina” foi dado de presente ao presidente dos Estados Unidos Barack Obama durante a 5ª Cúpula da Américas.

As vendas do livro dispararam.

O livro é considerado um texto clássico para os seguidores de filosofias anticapitalistas e anti-imperialistas na América Latina durante os últimos 40 anos.

Galeano fez uma análise da história da América Latina sob o ponto de vista da exploração econômica e da dominação política, desde a colonização europeia até a contemporaneidade da época em que foi lançado.

A publicação era tão identificada como sendo uma obra revolucionária e de esquerda, que foi banida na Argentina, Chile, Brasil e no Uruguai, durante as ditaduras militares nesses países.

Galeano e o militarismo

Em 1973, com o golpe militar do Uruguai, Galeano foi preso e mais tarde seu nome foi colocado na lista dos esquadrões da morte e, temendo por sua vida, exilou-se na Espanha, onde deu início à trilogia Memória do Fogo.

Em 1985, com a redemocratização de seu país, Galeano retornou a Montevidéu, onde viveu até sua morte, em 2015.

Em princípios de 2007 Galeano caiu seriamente doente, mas recuperou-se, após uma bem-sucedida cirurgia em rolagrosseu.

Galeano foi internado dia 10 de abril e morreu próximo das 9h em 13 de abril de 2015, em Montevidéu, de câncer no mediastino, após o tumor provocar metástase.

E assim o mundo perdeu mais um grande escritor.

Abaixo cinco de suas obras, incluindo o clássico “As Veias Abertas da América Latina”.

Boa leitura!

Olá, você pode baixar os seus livros normalmente, basta deixar os seus dados aqui. Gostaria de saber um pouco mais sobre você, os seus gostos, seus ódios e assim poder oferecer mais conteúdo que te agrade.

Se já for cadastrado, é só se logar.

Este cadastro é feito uma única vez, quando você voltar basta se logar e todos os livros estarão disponíveis. Antes de se cadastrar, leia a política de privacidade do site Clique aqui

Depois de se registrar, você poderá editar os seus dados na página 'Meu canto'.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *