Dia

Dia cansativo. Dia que se guarda num saco e joga no rio. Dia que chove e alaga. Que te deixa em casa. Que para. Que te estira ao sol e te curte até retesar a carne.

Dia que solta peido escondido, mas que fede.

Dia solto, avulso de todas as coisas.

Dia ganho de trabalho suado. Que traz dinheiro para carteira. Que sai logo para comprar o pão na mesa.

Que dia!

Dia que todos lembram de você, para fazer alguma coisa.

Dia de escravo, sem alforria, de corrente escondida.

Dia de escravo, de barriga vazia e cabeça cheia.

Dia, dia, dia.

Quem diria. Acabou.

Virei a noite e era quase meio dia.

Olá, você pode baixar os seus livros normalmente, basta deixar os seus dados aqui. Gostaria de saber um pouco mais sobre você, os seus gostos, seus ódios e assim poder oferecer mais conteúdo que te agrade.

Se já for cadastrado, é só se logar.

Este cadastro é feito uma única vez, quando você voltar basta se logar e todos os livros estarão disponíveis.

Depois de se registrar, você poderá editar os seus dados na página 'Meu canto'.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *